Para ser treinador, você precisa ser um educador!

É sabido que à prática desportiva, em geral e ao futebol, em particular, são associados um conjunto de benefícios resultantes da sua vivenciação. Por isso, existe a crença de que praticar desporto é um excelente método para a aquisição de valores morais e éticos, bem como, para o desenvolvimento de todos os componentes ligados à saúde. Todavia, os estudos científicos são claros ao afirmar que a prática desportiva, per se, não faz bem nem mal. Deste modo, somente a qualidade da prática poderá assegurar o desenvolvimento das referidas competências sociais, ou seja, se a prática for bem orientada pelos adultos significativos, esta terá certamente uma influência positiva sobre os jovens. Pelo contrário, uma experiência mal conduzida, terá efeitos nefastos e, neste caso, seria melhor que os jovens não participassem no desporto.

Concluímos, desta forma, que treinar crianças não se pode reduzir ao simples ensino das questões de natureza técnica, tática e física. O treinador deverá assumir um verdadeiro compromisso com a sua praxis, assumindo que a sua conduta se assume como um exemplo a ser seguido pelos seus atletas. Logo, antes de ser treinador de futebol é um educador desportivo, independentemente da sua formação académica. Olvidar esta premissa, é assumir uma prática estéril e inconsequente.

Não é demais referir que a esmagadora maioria das crianças que iniciam o futebol, jamais logrará ser futebolista profissional. Todavia, todas serão futuros cidadãos. Por isso, importa refletir sobre os modelos de ensino de futebol que continuam a vigorar.

Ao treinador deverá ser confiado o ensino dos mais nobres valores, nomeadamente, o esforço, o empenho, a dedicação, a resiliência, a abnegação, o respeito pelo outro e por si mesmo.

Deste modo, não é lícito ao treinador afirmar que a educação é da responsabilidade dos pais e da escola, na medida em que educar é um processo levado a cabo por todos e a todo o momento.

O treinador, pelo cargo e posição que ocupa, é um verdadeiro “fazedor de cidadão”,

Leave Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Translate »